O Jornal

JORNAL DE MURIAÉ, a construção da credibilidade

Segundo jornal mais antigo da cidade, o JM construiu em 16 anos uma relação de confiança e credibilidade que o tornou o jornal mais vendido da cidade 


   Fundado em 12 de setembro de 1994, o Jornal de Muriaé vem inovando desde o início de sua história há 16 anos atrás. Foi o segundo jornal da cidade, desbancando um  monopólio de mais de 40 anos da concorrência. O jornal se impôs, desde então, e ditou o ritmo das inovações do jornalismo da cidade.
   Em 16 anos, o Jornal de Muriaé mantém a postura que o fez crescer: defesa da integridade, da transparência, das aspirações populares, compromisso com a informação e imparcialidade nas publicações. Assim, o JM é um dos jornais mais importantes do cenário da comunicação regional.

   Foi o primeiro a publicar o jornal com capa colorida. Até então, o único jornal existente na cidade não tinha realizado tal feito. Não satisfeito, o jornal fez do profissionalismo e ética sua escola. Dele e por ele passaram os grandes jornalistas da cidade. Muito deles, hoje, proprietários de seus próprios jornais em Muriaé. Outros, com a carreira assentada e reconhecida nacionalmente como o jornalista do Jornal do Brasil Leandro Mazzini.

  “Sou um homem de visão e por isso já fui taxado como louco. Isso tudo porque empreendedorismo é uma palavra muito bonita, mas poucos têm a coragem necessária para pô-la em prática”, conta Eurico Mário Ribeiro, diretor-presidente do Jornal de Muriaé.