PRF apreende droga que seguia de Muriaé para Guarapari; três pessoas foram presas

28/08/2014 18:17
 

A droga foi encontra em dois veículos, um Vectra e um Onix

 
 
Cerca de 47 kg de maconha foram apreendidos, em frente ao posto da Polícia Rodoviária Federal, em Guarapari (ES), durante a “Operação de Combate à Criminalidade”, realizada na madrugada de quarta-feira (28), no km 345 da BR-101.
 
A droga foi encontrada após a PRF abordar um Vectra preto e um Onix prata, ambos com placas de Muriaé. O motorista do Vectra e um casal que seguia no Onix – levando uma criança de três anos –, foram encaminhados ao DPJ de Guarapari. A PRF não divulgou o nome dos detidos.

Após uma vistoria no interior do Vectra, os policiais encontraram vários tabletes de tamanhos variados de maconha. Ao todo, foram apreendidos 65 pacotes da droga, somando aproximadamente 47 kg. De acordo com um dos detidos, a droga estava sendo levada de Muriaé (MG) para Guarapari (ES).

Segundo a Polícia, um dos motoristas tinha um mandado de prisão em aberto e portava documentos falsos. Os três foram detidos por tráfico de entorpecentes. 

Fonte e Fotos: Gazeta Online

Hospital São Paulo recebe placa no Memorial da Câmara de Muriaé

28/08/2014 17:36
Presidente do Legislativo, Sgt. Joel, e provedor do HSP, Messias Vardiero

 

A Câmara Municipal de Muriaé prestou uma homenagem, na última segunda-feira (25), à Casa de Casa de Caridade – Hospital São Paulo (HSP), em reconhecimento aos seus 87 anos de serviços prestados à sociedade muriaeense.

A solenidade, que aconteceu durante a reunião ordinária da Casa Legislativa, contou com a presença de vários representantes do HSP, entre eles, seu provedor, Messias Vardiero, e a diretora administrativa, Rita de Cássia Pereira. “Esta homenagem prova o quanto o trabalho desenvolvido no hospital é sério e comprometido com o ser humano”, agradeceu Vardiero.

Ele também ressaltou as dificuldades sofridas pela entidade em suas mais de oito décadas de fundação: “O Hospital São Paulo vem fazendo milagres para sobreviver, logicamente e especialmente com nosso rigor na administração dos valores recebidos, e também com a ajuda dos muriaeenses e do povo da região, que sempre nos acolhem quando são solicitados”, pontuou o provedor.

Ao lado do presidente do Legislativo, Sargento Joel, Messias Vardiero descerrou a placa dedicada ao Hospital. A homenagem foi a primeira afixada no “Memorial das Instituições” – espaço destinado ao reconhecimento de entidades que colaboram para o desenvolvimento do município.

Em seu discurso, Sargento Joel reafirmou a relevância do HSP para Muriaé e região: “Para mim é um orgulho poder conferir o primeiro título de homenagem pelos serviços prestados à comunidade a uma instituição que se tornou sinônimo de excelência médico hospitalar na região. A Casa de Caridade Hospital São Paulo atinge todos os extratos sociais de nossa gente, sendo referência na média e alta complexidade, com mais de 70% dos atendimentos realizados pelo SUS, e um pronto-socorro que realiza mais de 6 mil atendimentos mensais”, finalizou o presidente da Câmara.

Chefe do 4º Departamento de Polícia Civil visita DRPC de Muriaé

28/08/2014 17:01
Mota Matos foi recepcionado pelo delegado Luiz Carlos dos Santos

 

Na manhã de quarta-feira (27), a 4ª Delegacia Regional da Polícia Civil (4ª DRPC), localizada no Bairro Safira, recebeu a vista do chefe do 4º Departamento de Polícia Civil, com sede em Juiz de Fora, delegado José Walter da Mota Matos.

Empossado há cerca de quatro meses, Mota Matos escolheu a Delegacia de Muriaé como a primeira a ser visitada, sendo recepcionado pelo delegado Regional Luiz Carlos dos Santos. Na ocasião, ele conversou com dezenas de profissionais, entre delegados, investigadores, peritos, escrivães, legistas e demais funcionários da 4ª DRPC, aos quais parabenizou pelos resultados obtidos no combate à criminalidade, deixando, ainda, uma mensagem de otimismo a todos.

O chefe do 4º Departamento de Polícia Civil também destacou algumas das dificuldades enfrentadas pela Polícia de Minas Gerais na realização de suas atividades, como a falta de equipamentos e de pessoal. 

Foto: Tribuna de Muriaé

Adolescente mata jovem por causa de dívida de R$150

28/08/2014 16:44

Tales Daniel da Costa Souza, de 25 anos morreu, na noite de segunda-feira (25), no Bairro Santa Rita, em São Joao Nepomuceno, após ser baleado na cabeça. O tiro foi disparado por um adolescente de 14 anos, que fugiu do local do crime, acompanhado de outros amigos.

Segundo testemunhas, a confusão começou a partir de uma discussão entre um grupo de jovens, nas proximidades da igreja do bairro. O adolescente estava armado e disparou contra Tales, que foi atingido na cabeça, caindo ao chão. A vítima chegou a ser levada ao Pronto-Socorro Municipal, mas não resistiu ao ferimento e veio a óbito.

O autor do disparo foi apreendido em sua residência, na Rua Alcebíades Valente, Bairro Santa Terezinha, e conduzido ao plantão, em Juiz de Fora, acompanhado de um responsável.  A arma do crime ainda não foi localizada. Segundo a PM, a discussão que terminou em assassinato teve início por causa de uma dívida de R$150.

Tales Daniel da Costa Souza era morador da Rua Antônio Salvador, no Bairro Santa Rita, em São Joao Nepomuceno.

Fonte e Foto: SJ Online 

Representante comercial de Mutum morre na BR-116

28/08/2014 15:27

Um representante comercial, identificado como F.A.O., de 46 anos, morreu, na quarta-feira (27), vítima de um acidente na BR-116, no km 734, entre Muriaé e Laranjal. A Polícia Rodoviária Federal esteve no local, após ser acionada por populares, que encontraram o carro capotado, caído em uma ribanceira.

A vítima estava dentro do veículo, um Renault Logan prata – com placas de Santa Maria (RS) – e, ao redor deste, em meio ao mato, havia vários frascos de comprimidos esparramados. Segundo a PRF, o motorista era da cidade de Mutum (MG), a cerca de 330 km de Muriaé, e trabalhava como vendedor de produtos à base de ervas medicinais.

As causas do acidente estão sendo apuradas. O veículo foi removido por um guincho. 

Fonte e Fotos: Blog do Adilson Ribeiro 

Casal vítima de racismo na internet diz que agressões virtuais não abalaram a relação

28/08/2014 14:11

“A atitude dela serve de exemplo para quem sofrer no futuro esse tipo de preconceito”, diz o jovem L., de 18 anos. Ele tem agora mais um motivo para se orgulhar da namorada M., de 20. Ela, negra, não se deixou abater e, na terça-feira, denunciou à polícia as ofensas racistas que sofreu via Facebook, após publicar uma foto em que aparece junto do rapaz, branco. Os dois moram em Muriaé, na Zona da Mata mineira, e falaram nessa quarta-feira ao Estado de Minas sobre o incidente, com a condição de não terem reveladas suas identidades. Apaixonado, o casal ressaltou que as agressões virtuais não enfraqueceram o relacionamento.

Foi o rapaz quem primeiro viu as ofensas no Facebook, na tarde do dia 17 de agosto. “Não esperava por isso. Na hora liguei para ela”, comenta. Depois de a foto ser publicada, surgiram dezenas de comentários racistas. Um deles questiona onde L. havia comprado a “escrava”. Outro pergunta se ele era “dono” da jovem. M. ficou chocada, mas se manteve firme, com apoio do namorado. “Fiquei triste, chorei. Mas ele foi me dando força, dizendo que eu não deveria ligar para isso”, lembra.

A foto foi reproduzida em outro perfil do Facebook, “Pretinho do poder”, no qual várias pessoas criticaram a discriminação. A jovem se sentiu encorajada a procurar a polícia quando um advogado publicou na rede social comentário enfatizando que aquelas manifestações racistas eram criminosas. “Conversei com o profissional pela internet e ele me orientou a ir à polícia”, relata ela, que na terça-feira procurou a Delegacia Regional de Muriaé para prestar queixa.

O inquérito foi instaurado nessa quarta-feira e está aos cuidados do delegado Eduardo Freitas da Silva, da 31ª Delegacia. Segundo ele, os agressores poderão responder por injúria racial, crime tipificado no artigo 140 do Código Penal, com pena de um a três anos de prisão e multa.

A moça diz que foi a primeira vez que foi vítima de racismo. “São pessoas que nem nos conhecem”, aponta. O rapaz ressalta que ninguém jamais criticou o relacionamento, de um ano e oito meses. Os dois moram em bairros vizinhos. De vez em quando, pelas ruas, os olhares se cruzavam. Ele descobriu o nome dela e a adicionou entre os amigos no Facebook. Na mesma noite, conversara horas pela internet. Encontraram-se no dia seguinte.

Ele, que mora com os pais, concluiu o ensino médio e, enquanto faz um curso técnico de logística, trabalha em uma empresa que produz anúncios de outdoor. Ela também completou o nível médio e, após um curso técnico de corte e costura, está à procura de emprego. A jovem, caçula de três irmãs, mora com uma delas e com a mãe em uma casa simples, em uma vizinhança de ruas calçadas com paralelepípedos.

“A gente já planeja se casar, mas, por enquanto, isso está só na ideia”, diz ela, com um sorriso desinibido, apertando os dedos entre os do namorado. “Primeiro, precisamos nos concentrar nos estudos, para depois termos tranquilidade”, ressalta o rapaz. Ela conta que amigos e conhecidos telefonaram para o casal para saber se o relacionamento continuava firme, depois das ofensas. A jovem garante: “O que aconteceu não nos abalou. Gostamos tanto um do outro quanto antes”.

Fonte e Foto: Estado de Minas / Tiago de Holanda

Acidentes com moto somam 75% das indenizações do seguro obrigatório

27/08/2014 16:36

O número de indenizações do seguro obrigatório de carros (DPVAT) subiu para 340.539 no primeiro semestre de 2014, o que representa uma alta de 14% ante o mesmo período do ano anterior. Deste total, acidentes com motocicletas significaram 75% dos pagamentos (256.387) e os com automóveis, 23% (67.906).

A informação é da Líder, administradora do seguro no Brasil. De acordo com a empresa, o número de mortes caiu 13%, mas o volume de indenizações por invalidez subiu 21% no mesmo período. O percentual de pagamentos por afastamento definitivo do trabalho é 76% do total (259.845).

Para o diretor-presidente da Líder-DPVAT, Ricardo Xavier, o aumento dos pagamentos é impulsionado por maior conhecimento dos brasileiros sobre seus direitos, e também pelo aumento no número de acidentes no país, principalmente de motos, que são 27% dos veículos da frota nacional.

Regiões e idade

Terceiro colocado no número de veículos, com apenas 16% do total, o Nordeste segue líder nos registros de acidentes indenizados pelo DPVAT no primeiro semestre, com 34%. O Sudeste, que tem quase metade da frota nacional, ficou em segundo lugar (26%), seguido por Sul (19%), Norte (11%) e Centro-Oeste (10%). Se analisadas apenas as indenizações por morte, o Sudeste lidera com 37%, enquanto o Nordeste aparece com 29%.

A maioria dos indenizados são homens (75%). Entre os que morreram ou ficaram inválidos por causa de acidentes de trânsito no primeiro semestre, 52% são jovens entre 18 e 34 anos.

O DPVAT

O seguro DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) cobre casos de morte, invalidez permanente ou despesas com assistências médica e suplementares (DAMS) por lesões de menor gravidade causadas por acidentes de trânsito em todo o país. Seu recolhimento é anual e obrigatório para todos os proprietários de veículos. A data de vencimento é junto com a do IPVA, e o pagamento é requisito para o motorista obter o licenciamento anual do veículo.

O pagamento para beneficiários de vítimas fatais é de R$ 13.500; valor também determinado em  casos de invalidez permanente. Já o reembolso hospitalar e médico pode chegar a R$ 2.700,00. Vítimas e seus herdeiros (no caso de morte) têm um prazo de três anos após o acidente para dar entrada no seguro.

Informações de como receber o DPVAT podem ser obtidas pelo telefone 0800-022-1204.

Fonte: G1 

PRF de Leopoldina apreende medicamentos com validade vencida

27/08/2014 16:13

A Polícia Rodoviária Federal de Leopoldina apreendeu, na tarde de terça-feuira (27), um caminhão com placas de Muriaé, que carregava medicamentos vencidos. A abordagem foi feita na altura do KM 768 da BR-116.

De acordo com o motorista, o material transportado, sem o selo obrigatório, seria descartado no Rio de Janeiro. Ele foi preso em flagrante, e o caminhão e a carga foram apreendidos. A ação contou com a participação da Vigilância Sanitária de Leopoldina.